Você tem noção clara do que são feedbacks e suas utilidades?

Feedback, do inglês, significa comentário. A sua aplicação contribui para orientar os funcionários e proporcionar um parecer sobre o seu trabalho. O seu objetivo principal é reforçar as qualidades, e melhorar as habilidades do colaborador.

Feedbacks acontecem de líderes para colaboradores, de colaboradores para líderes, de líderes para líderes e de colaboradores para colaboradores.

Nesse universo de feedbacks, algumas regras são bem-vindas: Quando o feedback for positivo, devemos falar diretamente para a pessoa. Será muito mais impactante positivamente. Exemplo: – Você é a pessoa certa para essa tarefa.

Já, quando o feedback for construtivo, devemos nos referir ao comportamento da pessoa e não diretamente à pessoa. Exemplo: – Seu comportamento não está compatível para essa tarefa. Repare, nesse caso, como seria ruim se a referência fosse a pessoa diretamente: – Você não serve para essa tarefa!

Feedbacks também tem hora, locais e procedimentos certos para acontecer: por vezes devem ser individuais, por vezes em grupo. Por vezes por e-mail, WhatsApp, por vezes pessoalmente. Sou da opinião e sempre sugiro que questões profissionais devam ser resolvidas no ambiente profissional e preferencialmente dentro do horário de expediente. Por outro lado, questões pessoais – que não devem interferir no profissionalismo – devem ser equacionadas fora do horário de expediente e preferencialmente fora do ambiente de trabalho.

É de suma importância termos a consciência que no ambiente profissional, o resultado que se pretende, independe do grau de amizade que se tenha. Ali, o que se requer é profissionalismo. Aliás, excesso de amizade no ambiente de trabalho, compromete a performance. Amigos, não costumam se criticar no ambiente profissional.

O feedback positivo reforça o comportamento. Ele é usado quando pretendemos que um comportamento que deu certo, se repita. Feedbacks positivos motivam as pessoas.

O feedback construtivo, tem como objetivo influenciar mudanças de comportamento. Para feedbacks construtivos, use uma técnica infalível: o feedback sanduíche! Ele é feito em três etapas: 1ª etapa (base): elogie um comportamento ou qualidade da pessoa; 2ª etapa (recheio): diga claramente o comportamento que não gostou; 3ª etapa (cobertura): diga o comportamento ou qualidade que mais gostou na pessoa.

Experimente essas sugestões e aproveite melhor seus feedbacks!